Banner 01
Banner 02
Banner 03
Banner 04
Cultura e extensão

Dissertação de Mestrado - Avaliação automática de acessibilidade em interfaces de usuário de aplicações móveis
Palestrante : Vinícius de Souza Gonçalves

Data: 18/11/2021 Horário: 14:00 às 18:00

Local: Modo remoto


Descrição: RESUMO: Problemas de acessibilidade em aplicações móveis podem fazer com que um usuário não consiga utilizar adequadamente uma aplicação. A adoção de algumas diretrizes e práticas de desenvolvimento pode tornar as aplicações mais acessíveis e consequentemente diminuir frustrações, perdas de tempo e monetárias, além de aumentar a produtividade e o alcance de metas. Logo, estudos nas áreas de Ergonomia e Interação Humano-Computador (IHC) objetivam a formulação de diretrizes e princípios para auxiliar o desenvolvimento de aplicações móveis acessíveis ao público, em geral e com deficiências. Para tornar uma aplicação acessível, desenvolvedores de software devem conhecer e aplicar diretrizes, recomendações e princípios voltados à acessibilidade desde o início do processo de desenvolvimento de software. Dentro desse processo, a avaliação de acessibilidade de interfaces de usuário de aplicações móveis exige um vasto estudo e conhecimento de documentos que apresentam recomendações para tratar acessibilidade. Com o intuito de facilitar o processo de avaliação de acessibilidade de interfaces de aplicações (web ou móveis), surgiram ferramentas que realizam avaliações de acessibilidade de maneira automática. Há trabalhos na literatura voltados a tratar acessibilidades para pessoas com deficiências visuais. O objetivo deste trabalho é auxiliar a avaliação de acessibilidade de interfaces de usuário de aplicações móveis, por meio de uma ferramenta computacional que avalie automaticamente a acessibilidade de interfaces de usuário de aplicações móveis, seguindo as diretrizes da WCAG 2.1 propostas pelo W3C. A ferramenta de avaliação de acessibilidade proposta, denominada AETool (Android Accessibility Evaluation Tool), concede feedbacks, ao desenvolvedor durante a etapa de desenvolvimento da aplicação móvel, para análise de questões de acessibilidade de aplicações móveis. Para avaliar a ferramenta, utilizou-se as seguintes aplicações móveis, a fim de levantar problemas de acessibilidade: (i) SofiaFala - Fonoaudiólogos, (ii) SofiaFala - Criança, (iii) Sound Recorder e (iv) Minimal To Do. Posteriormente, especialistas em IHC avaliaram a acessibilidade dessas aplicações, seguindo as diretrizes do WCAG 2.1. Com o comparativo entre as avaliações realizadas pela AETool em relação as dos especialistas, foi possível avaliar a aplicabilidade da ferramenta. A AETool encontrou 56,53% das violações de acessibilidade existentes na soma das quatro aplicações móveis utilizadas como objetos de estudo. A AETool julgou haver 340 violações de acessibilidade somando as violações encontradas em todas as quatro avaliações. Dentre as 340, 303 são violações reais, ou seja, 89,11%. Esse fator é importante de considerar, pois mostra a precisão da ferramenta em encontrar violações de acessibilidade reais.


Voltar



Como chegar
...
Contato

Departamento de Computação e Matemática


Fone: (16) 3315 0429 - Fax: (16) 3315 0407

Av. Bandeirantes, 3900 - Monte Alegre

Ribeirão Preto - SP - CEP: 14040-901

...  ... 

Desenvolvido pelo setor de informática do DCM